23 de ago de 2009

VOLTA...



VOLTA...
Soni@ Pallone

"... É o instante que tarda...
Que custa tanto por medo do amor que eu plantei.
Deixa que seja só eu... Fica em mim...
Nasça ou morra aqui.
O minuto tem medo porque o amor é tanto
dentro do espaço tão longo que eu fiquei sem te falar...
Se eu não tiver forças,
mata por mim o tempo da volta.
Não quero regresso pra não ter que haver partida.
Não me importo com a espera mas...
Não quero mais a despedida. Nunca mais.
Volta.
E pára no tempo da chegada.
É triste. São marcas.
Que me importa? Volta.
É pranto. Sou nada.
Realmente, não me importa...
Só quero que volte..."

7 comentários:

A.S. disse...

Soninha...

Quanto mais longa for a espera, mais intenso será o momento do reencontro!!!


Adorei o teu texto!

Beijos...
AL

Daniel disse...

Com esse poema em suplucado, se fosse eu, nem teria ido embora rsrs. Bjus.,

http://contesta-acao.blogspot.com

Sueli disse...

Amiga, engoli seco, meu coração deu uma engasgada e há uma lágrima se equilibrando aqui na beira dos meus olhos. Não sei se pela poesia, se pela música, se pelas duas juntas ou pelo que elas estão dizendo. São sentimentos que somente verdadeiros poetas podem passar para nós... Lindíssima poesia. é sempre muito gratificante visitar seu blog. Abração!

Anônimo disse...

Querida Soninha:
"Se eu não tiver forças,
mata por mim o tempo da volta. "..
a poesia não tem definição nem explicação..basta sentir..seu poema é emocionante..Vim te trazer um beijo e te desejar uma ótima semana...
TOUCHÉ
http://poetasdeguarulhoseoutrosversos.zip.net

Majoli disse...

Que linda e triste poesia.
A música ao fundo me fez chorar...

Beijos no coração minha querida amiga.

meus instantes e momentos disse...

bonito de ler. Gosto de ti.
Maurizio

Su disse...

Queremos que volte para aliviar a dor da ausência...


bjosss!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...