9 de nov de 2013

E AGORA?

E AGORA??
Sonia Pallone

Meus sonhos estão moribundos ...
 Chega uma hora na vida  em que pensamos:
 E agora? O que resta? 
Olhamos pra trás e não há resgates a serem feitos.
 Tudo se condiciona a uma mesmice sem fim 
e nessas horas a solidão nos abraça  com seu braços frios 
e a gente se encolhe, procurando abrigo em algum lugar.
 Ainda bem que existem aqueles amores incondicionais
que a gente sabe que pode contar com eles, mas...
Tem sempre um cantinho que nada alcança 
e ali é  onde se escondem os nossos monstros de garras afiadas...
Nesse instante, vale o abraço amigo e também o abraço invisível...
Ele aquece a tristeza, que de vez em quando,
 vem fazer morada emprestada em mim...



Minha nova página no Facebook: 






"...As vezes, me lembro dos trilhos do trem, que ficavam em frente à casa onde morei ...Nunca mais esqueci o barulhinho nostálgico e cadencioso daqueles trens que passavam, levando lembranças e deixando saudades...” Soni@Pallone






3 de set de 2013

À DERIVA...




"...Eu era um barco à deriva,
que precisou afundar
para entender que você era o mar..."

Soni@Pallone



VISITEM MINHAS PÁGINAS NO FACEBOOK



14 de ago de 2013

CLAMOR



CLAMOR
Sonia Pallone


"...Se eu chorar,
você vai me ouvir?
Tantas vezes
falamos em silêncio...

Onde viverá o teu amor por mim,
sem definição,
sem ausência,
sem despedida?...

E quando você lembrar
do amor que não tivemos,
dos carinhos que não vivemos,
qual de nós dois,
meu amor,
vai sofrer mais?..."

Curtam minha página 
Pedacinhos Coloridos no Facebook




1 de abr de 2013

O SENTIDO DAS COISAS


O Sentido das Coisas
Soni@ Pallone
 
"...Meu nome não sou eu...
Minha casa não é onde moro
Venho e vou. Dei mil voltas.
Explorei respostas.
Chorei por todos os lados para atingir meus limites...
De que me adianta 
chorar com a poesia
se não escrevi o poema!
Me emocionar 
com uma canção
que não entendo a letra!...
Aprendi a sufocar,
no nó do laço das coisas.
O tempo passa 
 nas fibras do pensamento.
Só há  o movimento contínuo das coisas 
e se eu parar, se me voltar pra dentro,
enlouqueço...
Sou atraída por diferentes caminhos,
 retesada
no rumo de horizontes,
 distantes demais para que eu os alcance...
Jamais descansarei novamente ao sol -
 lenta, lânguida, dourada de paz...
Os que não podem mais se vão......"


Curtam minha página 
Pedacinhos Coloridos no Facebook




26 de fev de 2013

DE PASSOS LEVES...



DE PASSOS LEVES
Sonia Pallone

"...Saí sem destino..
atravessei a porta que me trancava
e fechei os olhos  para não escolher caminhos...
De nada careço.
Não sei o que me leva.
Não sei o que me busca.

Minha bagagem é quase nenhuma...
Sonhos abandonados não pesam...
Passos escassos.
Pouca demora.
Breve estadia..."

Curtam minha página 
Pedacinhos Coloridos no Facebook



10 de fev de 2013

QUASE NÓS OUTRA VEZ...




Quase Nós Outra Vez...
Soni@ Pallone

"...Quase te vi
voltando inteiro pra mim...
E  não entendi
que nas artimanhas
 da vida
Um abraço
pode ser o último
Um olhar
uma despedida
E estava ali
Em você e em mim
O fim
de um quase
recomeço..."


******
Curtam minha página 
Pedacinhos Coloridos no Facebook



7 de fev de 2013

LABIRINTO



LABIRINTO
Sonia Pallone


"...Alcanço uma estrada que vai dar em nada.   O vento frio bate em meu rosto e a rua, de tão adormecida, toma um ar de mistério, sensorial e profundo...

 Caminho pelas ruas asfaltadas, entremeadas de terra simples, e a beleza do lugar é vazia porque nada supera a insatisfação de voltar...
De repente,  uma esquina bonita, iluminada da prata que rescende da lua, nada mais é que a porta de chegada da qual eu fugiria, se pudesse...

Parte  de uma pálida rotina, sinto-me detalhe da paisagem de um quadro,pendurado há tantos anos no mesmo lugar da parede...

Atada estou. Enjaulada.  Enrodilhada como aranha presa na própria teia... Teci meu único manto e nele enrosquei-me,  sufocando o ar. Emergi sangrenta do combate onde fui única guerreira...

Estou "como quem perde o prumo e desatina", feito um bichinho acuado ... Sou só eu comigo. O  resto é um poço. Sem fundo, nem fim..."





Curtam minha página 
Pedacinhos Coloridos no Facebook



17 de jan de 2013

DESGASTE


Amigos e seguidores do Solidão de Alma...O ano de 2012 foi difícil. E no final dele, sofri uma perda horrível, de um ente muito querido. Por isso as grandes lacunas no tempo de postar. A falta de ânimo pra visitar e agradecer aqueles que ainda permanecem.  Pensei em desistir do meu blog e encerrar tudo, mas todo aquele que escreve, é na poesia que encontra alento. E é isso que me salva. Minha escrita. Letrinhas que me dão as mãos, que me socorrem, que choram comigo, que me levam pra outros lugares...E aqui estou, trazida por elas, renovada e feliz por ter conseguido superar o desejo de fechar as portas do meu Solidão.  Obrigada pelo carinho e pela compreensão. Que 2013 venha suave para todos nós... 


DESGASTE
Sonia Pallone

"...As frases estão armadas como elos
e as sílabas constroem meu pensamento.
Procuro despir o fastio
daqueles que fazem o meu desgaste...
A droga do ontem de nada adiantou.
Eu tenho a pele marcada
pela estranha mania 
de acreditar na vida.
Não me interessam os amanhãs.
Eles são feitos de hoje..."

Curtam minha página 
Pedacinhos Coloridos no Facebook












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...