28 de jun de 2009


Atrás da Porta

Soni@ Pallone


"...Atrás da porta coloquei de castigo o impossível...

Enchi os espaços vazios com o tempo que vi passar

e no calor que trago em meu corpo

vou queimando o querer ser feliz...

Vagando de um lado para o outro,

amo e repudio mil vezes as mesmas coisas...

Nos relógios parados ou não,

tenho as horas imutáveis,

e dentro desse corpo em febre,

trago um amor guardado em mim...

Observo de olhos vigilantes

que minúsculas estrelas piscam lá do alto,

vivendo da noite escura e silenciosa...

É a esperança de que preciso

mesmo que o cansaço rasteje...

Mesmo que me fuja a razão...

Sonhos esgarçados povoam minha mente e vontade,

enquanto a lassidão da espera

me traz inícios de visões...

Um grito mudo me acalma.

Sinto a minh' alma resfriada..."

15 comentários:

Poemas e Cotidiano disse...

Que lindo minha amiga!
Tantos sentimentos descritos com tanta alma! Eh tanto, que ela ate se resfriou!
Voce eh demais para falar de sentimentos.
Voce eh PURO sentimento!
Um beijo carinhoso
MARY

Majoli disse...

Quanto encanto, quanta magia em tudo que vem de você minha amiga.
Beijos nessa alma linda de poetisa.
Uma linda semana pra ti querida.

Ni ... disse...

E a esperança ha de perseverar...

Lindo texto...

Beijo e mais beijos...

Majoli disse...

Brigadinha por sua visita lá no meu espaço, fico muito feliz. Curta bastante as crianças nessas férias, beijos mil no seu coração querida.

meus instantes e momentos disse...

gosto de voltar aqui. Me inspiro.
Tenha um ótimo domingo.
Maurizio

A.S. disse...

Soninha...

Mesmo perdida
na solidão das horas,
teus passos hesitantes
não esquecem
os dias que inventaram
os caminhos...


Beijos...

Sueli disse...

Que lindo, Sonia! Acho até que tem muito a ver com meu último post, principamente quando diz: "... amo e repudio mil vezes a mesma coisa...". Sua poesia fala muito do meu momento atual. Perfeito! Amei! Um abração!

Regis Marques disse...

Se estrelas piscassem no meu infinito...
seria a esperança de que tanto preciso.
Mas isso só você é capaz de ver... e de dizer...
beijo sua alma com reverência, minha querida poeta!

Anna e Cesar disse...

Olá Sônia!
Primeiro queremos agradecer sua adorável visita ao nosso espaço, sua visita muito nos honrou, esperamos que volte mais vezes!
Que poema lindo, cheio de esperanças, palavras ditadas pela alma. Parabéns poetisa. Hoje eu, Anna, precisaria sentir minha alma refrigerada...
Aliás, todos são belissimos!!
Tenha um lindo final de semana!

Elcio disse...

Este poema é mesmo um grito, contudo, nada mudo de uma alma que é toda sensibilidade.

É isso aí.
Bjs

Em tempo, estou de casa nova ok?

Su disse...

nossa, muito encanto e magia nesse poema...
bjosss

ps: vou linkar vc

Simone Oliveira disse...

É a minha ESPERANÇA que PROTEJO.

Um grito mudo me CONSOLA.

Amo seus poemas.
Bjs
S

Hod disse...

Sonia..., querida amiga....Tamanha sintonia essa...da imagem e sua poesia...totalmetne identificado...Nem ela...minha emoção escapa..tocou mesmo..Linda!!!

Bjuss!
Aloha!!
Hod.

Anônimo disse...

Querida amiga : adorei a frase "coloquei de castigo o impossível...". Para o amor e a poesia nada é impossível..Gosto de sua poesia, que me abraça ternamente..beijos ..
TOUCHÉ
http://poetasdeguarulhoseoutrosversos.zip.net

Dani disse...

Eu queria agradecer pela visita. Gostaria de oferecer meu award a vc, pq seu cantinho têm sentimento, passa lá e pega.
As suas poesias possuem alma, me senti nelas...
Luz e magia na sua vida.
Bjos mágicos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...