11 de mar de 2009


REFLETIDA NO ESPELHO
Soni@ Pallone


"...Pensar que é encontro,
mas é desencontro...
Esconder o pranto de vergonha
e plantar um canto na garganta...
A esperança é remota,

a vida é vaga e novamente eu tento
sem querer me enganar...
Buscar sentido
no que já não faz mais sentido...
Forço a lembrança do que já não é
e somente no espelho me acho...
Renego meus olhos vermelhos
cabelos tingidos,
o rosto marcado,
coração apertado...
O espelho não tem culpa
de me mostrar infeliz...
Ingrato e irreverente
deformou minha esperança
e agora me angustia...
E sai noite e entra o dia
em sã consciência me calo...
Chega a nostalgia e me bate à porta,
levando consigo a calma
de ver exposta minh'alma
no espelho que me engoliu,
que me olhou de frente
e mesmo assim
não me viu..."



2 comentários:

Andréa disse...

Maravilhoso Soninha! De todos, essa casa é a merecedora dos teus poemas...Há males que vem pra bem, foi preciso você ter o outro desativado para encontrar esse recanto. Boa sorte, beijos amiga.

Esther disse...

Li todas as poesias, mas essa me encantou mais do que todas. Parabéns pelo seu blog Sonia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...