16 de nov de 2011

REMENDOS





REMENDOS...

Sonia Pallone


    "...Caminho sobre trilhos invisíveis da minha inspiração, e as únicas palavras que me ocorrem são sempre aquelas que permanecem numa linha de sintonia comigo... Silêncio... Saudades... Solidão... com S do meu nome e da minha singularidade.

    O que busco continua anônimo dentro de mim...Uma idéia nada mais, que surge quando tudo se torna transparente e isso inclui também minha alma...

    Encontro-me, as vezes, verdadeiramente dentro do meu interior, e nele, existe este silêncio ao qual sempre me refiro, mesmo que seja um silêncio de linguagem íntima, que não me abandona nem me desampara...

    Caminho em passos lentos pelas minhas alamedas internas , escutando a voz de uma felicidade estranha, clara e azul como um céu de verão no meio dia,  brisa leve voando devagar... Uma espécie de alegria sem música, quase calada, apenas vibração de notas que se voltam sonoras, nuas e pálidas, que transpassam-me, entrecruzam-se e enchem meu cérebro afoito de sons delicados e, as vezes, cruéis...

    Analiso todos os meus momentos e percebo o núcleo de cada detalhe remendado de tempo e de espaço....Filamentos quase imperceptíveis... Isso é a minha vida e para captá-la tenho que viver...Fechar a porta atrás de mim...Tudo o que foi, mergulha sem medo nas minhas águas longínquas..."


Mais cartões da minha série Frases que eu amo:



Um beijo e obrigada a todos que continuam vindo, mesmo sem a minha presença constante na casinha de cada um. 



19 comentários:

claudete disse...

Como não amar este silêncio decantado e que nos permite nele adentrar e comungar contigo esta solidão que também é de cada um de nós...Esplendoroso Sônia!
Beijos.

edumanes disse...

Remendos de uma vida
Em sonhos palavras ocorrem
Por vezes na inspiração vivida
Das saudades que percorrem
Nos momentos de paixão
Na alma sentidas
Em noites de solidão
Seus remendos bem colocados
No lugar certo lá estão
Sofrimentos não recuperados
Que pode ferir o coração.

Desejo uma boa noite para você,
sem solidão, amiga Sónia Pallone,
Um beijo
Eduardo.

OceanoAzul.Sonhos disse...

Nestes seus REMENDOS, encontramos partes de cada um de nós, em suas palavras silenciosas.

Os seus pequenos poemas são enormes...falam d'alma.

Um prazer passar aqui Sonia.
beijinho
oa.s

Rô... disse...

oi minha amiga,

saudades daqui,
mas meu tempo está cada dia mais curto...
trabalhando de domingo a domingo,
não é fácil...

adorei sua postagem...
tudo por aqui é muito lindo...

beijinhos

marciagrega disse...

Sem dúvida eu me vi aqui...nos seus remendos!

Um abraço!

EDER RIBEIRO disse...

Silenciar não é calar para as coisas do mundo, mas uma forma de se comunicar com Deus e achar as respostas para se saber compreendendo a si. Bjos.

Por Amor disse...

Soninha... muito lindoooooo, sinto me assim quase sempre ....na minha simplicidade na forma de escrever ...tentei uma visão nova da inspiração que tu me dás bjs Pedro.

Pelos caminhos da vida. disse...

Identifiquei-me com o post.

Um bom dia sonia.

beijooo.

Evanir disse...

De todas as flores que colhemos nos campos,
a Amizade é o único sentimento que os ventos podem soprar,
mas, suas pétalas jamais cairão.
Estou com uma infinita saudades.
A partir do dia 25 estarei voltando se Deus quiser.
Farei o possivel para ir fazendo visitas visitas a noite.
Beijos com infinitas saudades.
Evanir

Vera Lúcia disse...

Sonia querida,
O silêncio nos permite um olhar para o nosso interior, onde encontramos respostas para as nais complexas indagações. É quando nossa alma se manifesta, límpida e transparente.
Silêncio, Saudade e Solidão estão presentes em todos nós, o que não significa que estamos infelizes.
Seus cartões são lindos e as frases
muito bem selecionadas.
Seu texto é puro encantamento.
Beijos.

Por Amor disse...

Soninha Obrigado ,por tudo simples assim como CAZUZA , Mas adoro ele cantando CARTOLA ...Portanto Ainda é cedo ;;;; Vamos viver a vida e deixar ela nos dar sempre o que há de melhor bjs Pedro

Vieira Calado disse...

Caminhar,

é preciso!

O resto virá por si!

Bjsss

TITA disse...

Sónia,belíssimo momento de encontro,silêncio,análise e caminhada.Tão grande o teu interior,amiga...Continua a fazer caminho.A vida é feita de pedaços.Um beijinho.Os teus cartões são lindos.Quem me dera saber fazer isso.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Sonia...quem não tem seus remendos...acho que todos nós o temos, são aprendizados, caminhadas...mas temos também as boas lembranças...seu beijo na roda gigante foi interessante...o medo, a ansiedade boa do momento...rs...valeu...obrigado pela participação
o meu foi após uma sessão de cinema...pleno domingo...na sessão matinal do Cine Brasilia...na despedida...um selinho para selar o encontro...eu sai alegre, com cara de paisagem...rs
Um abraço na alma...bom fim de semana...bjo

ju rigoni disse...

"Caminho em passos lentos pelas minhas alamedas internas , escutando a voz de uma felicidade estranha, clara e azul como um céu de verão no meio dia, brisa leve voando devagar... Uma espécie de alegria sem música, quase calada, apenas vibração de notas que se voltam sonoras, nuas e pálidas, que transpassam-me, entrecruzam-se e enchem meu cérebro afoito de sons delicados e, as vezes, cruéis..."

Que maravilha, Sonia! Ninguém o diria melhor.

Querida, também andei bem ausente. Estive fora da rede por mais de dois meses. Devagarzinho, vou visitando os amigos para matar a saudade. Bom poder "te ler" novamente. Espero que esteja tudo bem com você. Inté, amiga!

Maria disse...

Lindissimo minha amiga. São os remendos da vida. Amiga hoje deixei no meu cantinho um obrigado aos Amigos, por me acompanharem pela estrada da vida e também para lhes dizer como aprecio e admiro os seus blogs que são tão Especiais.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Sonhadora disse...

Minha querida

Apenas o tempo se vai encarregar dos remendos da nossa alma.

Como sempre adorei ler-te as tuas palavras falam tanto de mim.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Andrea de Godoy Neto disse...

Sônia, o que buscamos nem sempre tem forma, ou nome, nem sempre é uma linha de chegada...às vezes esse caminhar é muito mais do que o trilho, é o prumo sobre o qual nos fazemos,sobre o qual nos percebemos inteiros, e o silêncio, onde muitas vezes nos desconstruímos para podermos ser quem somos, é onde nos ouvimos, é lá que nos sabemos...
penso mesmo que o caminhar é nosso destino.

bonito esse texto, esse momento. muito bonito!

beijos pra ti

Sueli disse...

Isto chama-se "Meditação"...rs. Como é bom conseguir se recolher ao silêncio íntimo, que muitas vezes, nos fala em voz tão alta? Um Beijão!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...