22 de abr de 2010

AMOR E DESAMOR


AMOR E DESAMOR
Sonia Pallone

"...Não sei onde você começa
Você não sabe onde eu acabo
Tem cicatrizes onde me machuquei
e lugares
onde me perdi...
Bebeu na minha boca
e eu comi na sua fome...
Fiquei com as suas inquietudes
e você com os meus sonhos...
Não há mais amanhãs.
Há somente agoras.
Tudo o que resta
além da dança das horas,
é o mesmo sorriso
cheio de prantos..."

32 comentários:

Amapola disse...

Lindo poema, Sonia.
Eu lhe agradeço pelo comentário.

Um grande abraço,amiga.

Que música linda,essa...

Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha amiga obrigada pelo seu
perfume, pelo seu comentário,
pela sua visita.
Me cede um destes seus poemas
para eu colocar no meu blogue
com a devida referência ao seu
blogue? Se sim, deixa um comentário
no meu blogue.
Muitos beijinhos/Irene

meus instantes e momentos disse...

que bom ter vc sempre em meu blog.
e ter o prazer de voltar sempre ao teu..
bjs.
Maurizio

Hod disse...

" Bebeu em na minha boca e eu comi na sua fome"...

Não temo or esse acontecer. Que venha e manifeste-se novamente.

Grato pelo carinho de sua palavras em minhas atmosferas.

Beijo pra vc com muitas bençãos.

Aôha,

Hod.

C@urosa disse...

Olá cara Sonia, passei para uma visita em seu blog e gostei muito, sensível e inteligente, espero poder voltar.

paz e harmonia em sua vida,

forte abraço

C@urosa

Maria disse...

Lindíssimo poema amiga.

"Poesia é quando uma emoção encontra seu pensamento e o pensamento encontra palavras." (Robert Frost)

Obrigado pelas suas visitas e doces palavras.

bjs
Maria

Felina Mulher disse...

Degustei cada palavrinha como se fosse minha...meus sentimentos por longo tempo foram esses,,,ainda são.


Beijos menina,tenha uma bela noite de sonhos.

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo poema...de desilusão mas belo.

Beijinhos
Sonhadora

Daniel disse...

Poema bonito, triste cheio de solidão. Tem texto novo no Sub Mundos. Bjus.

http://submundosemmim.blogspot.com

Efigênia Coutinho disse...

Sonia Pallone, creio que nada seja só por acaso, e hoje neste caso aqui, pude conhecer sua pessoa sua poesia , meus cumprimentos pelo belo espaço poético , com admiração,
Efigênia Coutinho
in New York

Everson Russo disse...

O amor é sempre assim,,,a gente nunca sabe onde nem como começa...e tambem vale quando ele nos deixa...um beijo de otimo final de semana.

Ricardo Calmon disse...

Olá Sonia,na verdade ,"pinto" posts meus,com imagens,coisas de um ex diretor de arte,diretor de imagens,produtor de tv ,sempre pensando virtualmente,que poeta é!

Já conheces o "Blog do Mensageiro"???por favor ,vá lá e conheça as razões desse mininu veio,a vida postar!pesquise nesse blog,o post herois anonimos ricardo calmon
chora não ,quando ler,tá??promete??

viva la vida

Fabrício Santiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabrício Santiago disse...

Obrigado por ter aceitado meu convite.
beijos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga Sonia

Hoje a minha visita é para agradecer.
Nestes dias que celebro a minha vida,
tenho certeza de que a mesma
não teria o brilho de hoje,
se não fossem os amigos e amigas
que a tornam valiosa
mesmo que distantes.

A ti gostaria de dizer obrigado:
Obrigado pelas visitas ao meu blog.
Obrigado pelas palavras semeadas.
Obrigado por sentir os meus textos
com os olhos do coração.

Sou eternamente grato a vida,
por mais estes presentes
que de modo gentil
deixas em minha vida,
fazendo de mim uma pessoa melhor,
e pleno de felicidade.

Lindos dias de vida para ti.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Sorrisos com gosto de pranto...tristemente lindo!!!

Um beijo!

Sonia Regina.

Su disse...

Amor que causa inquietações, sorrisos e prontos... ai ai ai...

Bjos!

José disse...

Vim em passo de corrida
sinto o pulsar do coração
para que a solidão dividida
possa ser menos solidão

Pois sei que me perdi
segui por outro caminho
olhei e já não te vi
e agora estou sozinho

beijinho grande,
José.

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de lindo sabado pra ti amiga.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindoooooooooooooooooooooooooooo! Amei!
Beijosssss, querida!

*********

Creio no incrível, nas coisas assombrosas, na ocupação do mundo pelas Rosas, creio que o Amor tem asas de ouro. Amém.

Natália Correia

E viva a Liberdade!


Beijos
Renata

A minha querida está linkada num blog meu, saiba disto.

Ricardo Calmon disse...

poeta querida ,te ler,me eleva e sentir ,me faz anjo!

bzu viva la vida

Majoli disse...

Sonia, minha querida, como me encontro no que você escreve.

Minhas emoções ficam à flor da pele.

Beijos com muito carinho no teu ♥

Felina Mulher disse...

Querida Sonia, obrigada por tua visita e palavras carinhosas.

Beixo-te meu carinho e votos de um Feliz Domingo.

Guto Oliveira disse...

"Não há mais amanhãs"... um lindo verso, que define bem o estado do sujeito apaixonado, com seus sorrisos, com suas lágrimas. Bom te ler, Sonia. Beijo.


http://quasepoema.zip.net

Elcio disse...

Literalmente um fim de caso.
Fim de caso q alias ouço agora.
Coincidências da vida, apenas coincidências...q bom...rss

Bjks

Luciano Azevedo disse...

Sônia,
seu poema é de uma delicadeza ímpar. Voltarei aqui mais vezes. Ótima semana!

Rita Maria disse...

Bom Dia Sônia,

Talvez este seja meu único bom dia via internet de hoje... estou de saída! Antes quero agradecer-lhe o carinho com que tem tratado minhas postagens e à mim.

Um belo poema carregado de contradições, um sorrir entre lágrimas de tristeza, mas é seu e é você, contraditória como todo ser humano...

Beijos e um ótimo dia...

Rita.

Ricardo Calmon disse...

......é o mesmo sorriso ,cheio de prantos........./e encantos deixados ,pelo abissal e doce,sussurrar,em berro dalma esse!
Amada poeta minina miga minha,por favor,não deixe de campos meus de girassois visitar,pois musa inspiradora és,yesssssssssssssss!

bzu em cuore esse,com mel amalgamado!

viva la vidaaaaaaaaaaaaaaaa

A.S. disse...

Soninha,

Um poema vibrante, repleto de emoções... Lindoooo!!!


BeijOOO

Ricardo Calmon disse...

Além de poética tua sugar,nós que te amamos e respeitamos em poesia forma, ainda recebemos doce,ternura pura,em maciças doses!afmaria!

bzu poeta amada nossa!

viva la vida

RESILIÊNCIA disse...

Poetisa Sonia

Somente uma poetisa poderia retirar da alma este amor, e ofertá-lo ao mundo... em poesias.um grande abraço

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Medo

Estou doente de amor e saudade
Sei porque estou assim amoado
Estou me sentindo acabado
Estou caindo fundo e ralhando
Por aonde se vai sozinho
Que caminho eu tenho seguido
Acho que nunca deixe de estar
Perdido
Quero o sol do verão inteiro
Não estou bem

Ulisses Reis®
13/08/2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...