15 de mai de 2009

Cilada das Palavras




Cilada das Palavras
Soni@ Pallone



“...Para extravasar o que sinto, existe uma necessidade fremente de me colocar num espaço vazio e me deixar ficar no ponto central, sugando as energias das formas, das cores, dos sons...

Então passo a existir perceptivamente, mesmo que exista nisso, um certo risco que lacera minhas carnes e implode minhas angústias...

Tenho um certo receio da cilada das palavras... De embarcar em suas vozes rumo a uma viagem de compreensão dúbia e perigosa...

Palavras revelam mentiras, escondem verdades, quase sempre brincam de olhar nos olhos e adivinhar o perfil da alma...

O trajeto entre o eu-pessoa e o eu-palavra é uma distância cujo caminho é a contemplação de várias paisagens periféricas dentro do meu interior...

Nasce assim, o gesto bom de escrever e minha mão, intuitivamente, mergulha na água desse meu entendimento, íntimo e profundo...”

4 comentários:

Majoli disse...

Minha querida, que bom te ter de volta.
Obrigada por ter ido me visitar, vim correndinho pra te ler logo após ter lido seu comentário em meu cantinho.
Cilada das Palavras é mágico, que alma linda essa sua.
Do lado de cá em transe ao te ler.
Beijos doces no seu coração e uma linda semana.

Hod disse...

Olá Sônia!! Obrigado pela visita e por seu comentário.. Realmente só o amor!!!
Estava com saudade de vc poetisa!!
Adorei Ciladas das Palavras... É feio como certas instituições as usam para fundamentar meias verdades....

Beijos!!
Hod

meus instantes e momentos disse...

ótimo texto. Parabens , muito bom.
Maurizio

A.S. disse...

Soninha...

Há palavras que ferem como uma lâmina!
Há palavras que são veneno sem antidoto!
Mas...
Há palavras, que confortam e ascendem ao limiar dos sonhos!...
Essas, são as palavras dos poetas!!!


Beijos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...