9 de dez de 2011

FLOR DE CACTUS





FLOR DE CACTUS
Soni@ Pallone



"...Um dia,  fiz da vida uma festa
e crucifiquei minha dor no riso.
Vi dentro de mim,  a flor solitária
que ninguém soubera ver...

Dancei um balé simbólico e assisti, deslumbrada,
a lava do vulcão escorrer no jardim...

Ajoelhei na terra de mim mesma
e pedi chuva-temporal...
Da  noite para o dia
minha muda virou bosque...

Ajustei o foco da alma
e me dei, me plantei e me colhi.

Fiquei ali, exposta ao sol e a lua.
Virei flor de cactus.
Sem tempo de morrer..."


Minha Série Curtinhos




17 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Sensível e tocante o teu poema, Sonia. Bjos.

TITA disse...

Lindo Sónia.De facto,quando ajustamos o foco da alma a vida ganha outro sentido.Um beijinho.

edumanes disse...

Sua dor crucificada,
Seus lábios a sorrir
Sua conquista alcançada
Rosa no jardim a florir.

Sua festa realizada,
Da dor se libertou
Para ser feliz e amada
A solidão afastou.

Pediu chuva-temporal
Mudou as lavas do vulcão
Lhe desejo um feliz natal
Muita paz em seu coração.

Feliz fim de semana para você.
desejo.
Um beijo
Eduardo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Estar aqui é gratificante, obrigada pela sua companhia, amizade, carinho...

Bom fim de seman Sonia.

beijooo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Estar aqui é gratificante, obrigada pela sua companhia, amizade, carinho...

Bom fim de seman Sonia.

beijooo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Estar aqui é gratificante, obrigada pela sua companhia, amizade, carinho...

Bom fim de seman Sonia.

beijooo.

Por Amor disse...

Oi.Soninha ... que lindo , gostaria que a vida criasse esta auto defesa natural , contra a miopía sentimental que o mundo la fora nos impõe... quem sabe um dia ... exposto ao sol e a chuva sempre estou ... tenho medo de ficar semente e não ser flôr , ...pois sem isso onde fica a beleza .... rsrsrs... bjs Pedro.

Helena Chiarello disse...

A intensidade e beleza de tuas palavras sempre me encanta, Sonia!

Lendo esse poema e refletindo sobre essas "estações" da vida, que permitem plantios e proporcionam colheitas; essas "regas" que ao mesmo tempo que nos expõem, nos fortalecem...

Esse último verso deixa as palavras e sensações fazendo eco...

Lindo!

Um beijo e meu sempre carinho, Soninha!

FelisJunior disse...

Olá! Bom dia! Muito suave, encantador, sensibilidade...gostei muito!Bela imagem!
Boa semana!

Maria disse...

Minha amiga simplesmente maravilhoso.
Boa semana
Beijinhos
Maria

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando para agradecer o carinho de sempre e oferecer uma fatia de bolo de aniversário...embora virtual é de coração.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Sandra Botelho disse...

Quando eu venho aqui, minha lama viaja...
Tudo é tão divinamente belo.
Encantamento
Bjos achocolatados senhorita ternura.

Nilson Barcelli disse...

Às vezes ninguém olha para dentro de nós...
Magnífico poema. Gosei muito.
O curtinho também está bom. O arranjo da foto ficou um mimo...
Beijo, querida Sonia amiga.

Daniel (Sub Mundos) disse...

Impressionante como é tocante e inspirador a facilidade que vc tem com as palavras e canalizar as emoções. Adoro a série curtinhos. Bjus.

http://ere-ge.blogspot.com

Irene Alves disse...

Sempre excelente poesia.Venho
desejar um FELIZ E SANTO NATAL.
Bj.
Irene

Ceci disse...

Oi Soninha:
"Virei flor de cactus sem tempo de morrer." Adorei miga.
Beijos,

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga Sonia

Hoje minha visita é para agradecer
o presente que é para mim
a sua amizade,
e também desejar
um maravilhoso Natal,
onde possas encontrar nestes dias
ainda mais inspiração
para a alegria de ser feliz,
e para o milagre de fazer
quem passa por tua vida feliz.

Que o teu olhar seja a mais perfeita
luz do Natal a enfeitar o mundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...