21 de ago de 2010

HORA CERTA




HORA CERTA
Sonia Pallone


"...Os pensamentos poéticos
tem hora exata...
Se eles não forem colocados
de imediato num papel,
tornam-se dispersos
e sem graça...
Nunca mais serão os mesmos!

É como o amor que a gente não vive
quando acontece...
Transforma-se apenas em relicário
de sentimentos..."


18 comentários:

Daniel Savio disse...

Sonia, bonita a poesia, mas descordo em parte, pois poesia sempre tem de ter sentimentos e não exatamente ser eterna...

Fique com Deus, menina Sonia Pallone.
Um abraço.

Sonhadora disse...

Minha querida
um poema com sentimentos verdadeiros...adorei.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Sueli disse...

Comigo também é assim. A inspiração é quem escolhe o momento da poesia. Se deixo passar, inspiração vai embora e, com toda certeza, sua memória é pior que a minha. Beijo grande, amiga querida! (amei essa música!!!)

Marilu disse...

Querida amiga, amor e poesia não se pode deixar passar a inspiração..Beijocas

Pena disse...

Estimada e Simpática Amiga:
"..."...Os pensamentos poéticos
tem hora exacta...
Se eles não forem colocados
de imediato num papel,
tornam-se dispersos
e sem graça...
Nunca mais serão os mesmos!..."

Oh, doce Amiga Enorme concordo em absoluto.
Possui sentimentos e pensamentos sublimes. De grandioso sentir perfeito.
Os poemas são algo que lhe corre na Alma com beleza e não é preciso repetir.
Adoro o que escreve. É lindo. De deslumbre.
Beijinhos agradecidos pela honra que me concede de estar aqui.
Sempre a admirá-la no maior respeito.

pena

Bem-Haja, pela visita linda e terna.
Adorei, preciosa amiga de bem.

Hod disse...

Já passei por isso, depois que perde-se o time, tudo fica insípido.
Uma imagem que se aproxima e depois vai embora.

Bom Domingo amiga querida.!!

Beijo pra vc.

Suziley disse...

Bom dia Sônia:
O momento da criação poética é único e não pode ser desperdiçado. Deve ser vivido e escrito para sempre. Assim os sentimentos. Sábia poesia. Um lindo domingo para você, beijos ;)

Everson Russo disse...

Com toda certeza,,,,se a gente nao corre e escreve,,,eles vão no vento rumo ao infinito...beijos de lindo domingo e otima semana.

Ceci Pinheiro disse...

Verdade, amiga. Mesmo que escrevamos depois, como o rio nunca é o mesmo, o momento poético nunca será o mesmo.
Acho que já consegui normalizar lá...
Beijo grande.

Majoli disse...

Oi minha querida, nossa quantas vezes as palavras vieram e se formaram no pensamento em versos, rimas, sentimentos rabiscados...e por alguma razão não as transferi pro papel, e se perderam.
E foi assim que também deixei de viver tantos momentos de amor em minha vida, deixei as emoções escaparem pelos vão de meus dedos...ah se pudesse voltar ao tempo e vivê-las intensamente.

Lindo, lindo.

Beijos enormes no teu ♥
Um domingo de muita paz.

Guida Rosa disse...

belissimo poema!
Nada há de te fazer parar quando segues o caminho que faz teu coração vibrar."

José disse...

Ai quem me dera recuperar,os poemas que perdi, e os amores que não vivi!!!

beijinho,
José

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oiê, querida Sônia! Tem que ser na hora mesmo, senão vira cálculo. Amei como tudo o que vc faz! Deixo-lhe mil beijinhos*******

"Pela vidraça olho o céu
Paro por um momento
Aproximo-me junto ao vidro
Sinto um tremor ,sentimento

Tenho de abrir a janela
E o que faço ,abri
Que bela visão tenho daqui
Vou vos contar o que vi.

A Lua imponente ,espalhando
Luminosidade de seu luar
Radiosa, alegre na noite
Convidando casais para amar

Qual rainha, com suas damas d`honor
As estrelas ao seu redor, vestidas a rigor
Brilhando, bailando
Numa danca digna dum grande amor

Extasiado, perco-me no tempo
As horas passam por mim
Não, sonho não é certamente
Tanta beleza sem fim

Volto para dentro
Deixo a janela aberta ,de facto
Volto a escrever e contar-vos
O que vi da janela do meu quarto.


José A. Correia*

Tudo de Bom!
Bom Dia!
Até já******
Renata

Sonia disse...

Olá Sonia,

Vim aqui conhecer a sua ´página e gostei sim, muito bonita. Temos o mesmo nome. Concordo com sua poesia, eu sou assim, se penso preciso por logo no papel, senão as palavras e sentimentos não serão os mesmos.

beijos.,

sonho disse...

Tudo na vida são momentos...e nos temos que os aproveitar...antes que passem...
Beiojo d'anjo

Daniel disse...

Por isso que a poesia é difícil de se escrever, quando o poema vem tem que se estar de caneta e papel na mão, se não, já era... Tem texto novo no Sub Mundos. Bjus.

http://submundosemmim.blogspot.com

Sandra Botelho disse...

Sabe querida, as vezes estou na cama e me vem a mente alguns poemas, eu os acho muito bons. Mas não anoto e durmo, quando acordo já se foram, e assim são os amores que não vivemos pelo medo de não dar certo.
Amei teu poema.
Bjos achocolatados

Liliam disse...

nada como aproveitar um dia de cada vez, e vive-los intensamente, sem pressa...

bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...