6 de abr de 2009



Surrealismo
Sonia Pallone

"...Histórias de ficção
não cabem na minha realidade
e desculpas já não me convencem.
Palavras doces são feitas por engano...

Cores sobrepostas me prendem
a uma tela imaginária,
são dores do meu tempo refletidas nas tintas...

Ajudei a criar meu personagem concreto,
que me tira do tédio e ressurge na noite...
Nessa fuga ao real,
sinto que encontrei o motivo
de procurar em mim mesma
as razões das mudanças...

Voltar ao início de tudo,
nas eternas entregas,
nos corpos alados,
na verdade dos versos
que fizeram a diferença..."



2 comentários:

Daniel disse...

Chegasse a um etapa da vida que as ilusões deixam de ter peso circinstancial, e o real, o palpável nos parece a alternativa mais acertada. Mais um lindo poema seu. bjus e boa semana.

http://contesta-acao.blogspot.com

A.S. disse...

A verdade dos versos é sempre mais exacta!...

Beijos... e Boa Páscoa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...