29 de jul de 2011

AMBIGUIDADE



Ambigüidade
Soni@ Pallone


"...Sou um mar
imenso e acovardado
que bate nas rochas devagar,
sofrendo na clausura
de um pensamento  colado no tempo...

O caos age sobre
o silêncio irreverente de uma
voz rouca,
que nega um grito eloqüente
e jaz adormecida
nas raízes do corpo em desalinho...

Um outro eu
atravessado na garganta
espera o momento da semente
e o nascimento de um verso
chamado gente..."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...